Conexão de trilhos entre módulos

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Conexão de trilhos entre módulos

Mensagem  Rica em Dom Ago 12, 2012 3:21 pm

A conexão dos trilhos de um módulo free-mo.br para outro é uma questão delicada. Nos módulos da modular que fiz para a ANPF tive problemas na montagem da maquete nesse ponto. Apesar de utilizar um gabarito para o assentamento dos trilhos, a tarefa de ajustar o alinhamento de todos os quatro trilhos das duas linhas não era fácil. A situação piorava ao tentar montar e alinhar as seis linhas dos módulos de pátio. Era preciso pelo menos duas pessoas para conetar os módulos e alinhar os trilhos prendendo-os com talas de junção.

Pensamos posteriormente em fazer uma furação padrão na placa terminal (interface de conexão) para que os módulos fossem unidos um ao outro fixando-os para depois então alinhar os trilhos. Em meus módulos consegui fazer os trens rodarem sem problemas com esse procedimento. Não utilizei tala de junção, apenas fiz um rabicho de fios ligando os trilhos de um módulo aos do outro. O problema é que as pontas dos trilhos ficam rentes à extremidade do módulo, e ocasionalmente pequenas batidas no manuseio dos módulos fazem os trilhos soltarem-se da grade de dormentes (utilizei trilhos flexíveis Frateschi).

No Free-mo Norte-Americano a solução adotada é uma "ponte", que interliga os trilhos de dois módulos Free-mo. Notem que na normas Free-mo Standard o item 3.7, que trata deve assunto, possui um "S" à frente, indicando que se trata de uma norma padrão, os próximos itens, 3.7.1 , 3.7.2 e 3.7.3 são indicados com "RP", ou seja, Prática Recomendável.

Baseando-se nisso, reproduzi o texto do free-mo Standard e o mesmo trecho do Padrão Oficial free-mo.br com a tradução, ainda incorreta. Para que possamos evoluir na discussão de como atingir o mesmo resultado que eles seria interessante conseguirmos uma tradução mais fiel ao conceito definido. O método de utilizar a "Ponte" parece facilitar muito a montagem, até mesmo porque se o trilho estiver assentado com diferença de 1mm de um módulo para o outro, a "Ponte" pode corrigir essa diferença.


free-mo Standard
Código:
S3.7 Rail shall be cut off 1 inch away from module end; ties and ballast shall be continued to the module end for good appearance and matching with the adjacent module. Ties shall be notched under the ends of the rails and to the module end, to clear bridge rail joiners and provide freedom of adjustment for bridge rails. (FAQ 3.2)

RP3.7.1 To enable DCC power districts, your module must be able to accommodate insulated rail joiners at each Free-mo endplate.

RP3.7.2 Free-mo printed circuit board tie plates are recommended for ends. (F7.1)

RP3.7.3 Tie plates where the fitter rails go over should be excavated slightly to permit fitter rails to accommodate any vertical irregularity in track alignment between adjacent modules.


Padrão Oficial free-mo.br
NP 3.7 O trilho será cortado 2,5cm de distância a partir do final do módulo; grade e lastro deve prosseguir até o final do módulo para a boa aparência e combinando com o módulo adjacente. A grade deve ser cortada sob as extremidades dos trilhos e até o final do módulo, para permitir a união e a liberdade de ajuste para "Pontes de Trilhos". (FAQ 3.2)

PR 3.7.1 Para habilitar setores de energia DCC, deve ser possível de acomodar talas de junção isoladas em cada Placa Terminal free-mo.br.

PR 3.7.2 Free-mo placas de circuito impresso gravata bordo são recomendados para as extremidades. (F7.1)

PR 3.7.3 Placas de laço, onde os trilhos mais aptos passar por cima deve ser escavado um pouco para permitir que os trilhos mais aptos para acomodar qualquer irregularidade alinhamento vertical em pista entre os módulos adjacentes.



Este desenho mostra a ponte de junção dos trilhos, apresentada como uma norma, e abaixo do desenho um texto explicativo da regra adotada. Mais abaixo há duas sugestões de procedimento:




Vejam o documento do grupo de Free-mo Northern Califórnia, encontrarão o desenho na página 5 sob o título: "JOINING TRACK BETWEEN MODULES:"
Northern California Free-mo HO Scale Free-Form Modular Model Railroading Standards and Guidelines


Nestas fotos podemos ver como são os espaços deixados para a colocação das pontes de junção dos trilhos nos módulos Free-mo USA





Última edição por Rica em Ter Jan 01, 2013 8:20 am, editado 1 vez(es)

__________________________________________________
Rica
Ricardo Freitas
Mogi das Cruzes :: SP


 photo bnr_rica_fremobrAltoTietecirc_zps8673ddc2.gif


rica.freemobr@hotmail.com
rdf.ferromodelista@hotmail.com
http://ferromodelismo.maisforum.com/
http://ricardfferromodelista.blogspot.com.br/
avatar
Rica
Ger. Eng. Ferroviária
Ger. Eng. Ferroviária

Mensagens : 258
Data de inscrição : 20/07/2012
Idade : 52
Localização : Mogi das Cruzes/SP

Ver perfil do usuário http://ricardfferromodelista.blogspot.com.br/

Voltar ao Topo Ir em baixo

"Ponte" de união

Mensagem  Rica em Qua Ago 22, 2012 4:09 pm

Ainda não consegui chegar a uma tradução satisfatória para o trecho da NP 3.7 e os itens PR 3.7.1 , 3.7.2 e 3.7.3, porém através do texto e de pesquisas de fotos já tenho uma ideia basicamente formada.

A NP 3.7 determina que os trilhos devem ser cortados 2,5cm antes das extremidades do módulo free-mo.br, mantendo-se até o limite as grades (dormentes) e o lastro. Dessa forma ao unir dois módulos free-mo.br haverá um intervalo de 5cm sem trilho. O modelista então colocará uma "ponte", ou seja, um pedaço de trilho com cerca de 5cm, pouco menos, a fim de permitir encaixar esse pedaço de trilho no espaço deixado sem trilho.

Essa "Ponte" deverá ser fixada com talas de junção, que deslizam através dos trilhos.

As Práticas Recomendáveis, PR 3.7.1 , 3.7.2 e 3.7.3, apresentam orientações de procedimentos para a habilitar setores de energia, utilização de placas de circuito impresso com "ponte", e até a escavação de um pedaço do leito para o nivelamento dos trilhos adjacentes. Esse trecho ainda não está muito claro com a tradução atual.

Se alguém tiver uma nova redação para o texto apresente-a, assim concluiremos esse assunto também.


Última edição por Rica em Ter Jan 01, 2013 8:21 am, editado 1 vez(es)

__________________________________________________
Rica
Ricardo Freitas
Mogi das Cruzes :: SP


 photo bnr_rica_fremobrAltoTietecirc_zps8673ddc2.gif


rica.freemobr@hotmail.com
rdf.ferromodelista@hotmail.com
http://ferromodelismo.maisforum.com/
http://ricardfferromodelista.blogspot.com.br/
avatar
Rica
Ger. Eng. Ferroviária
Ger. Eng. Ferroviária

Mensagens : 258
Data de inscrição : 20/07/2012
Idade : 52
Localização : Mogi das Cruzes/SP

Ver perfil do usuário http://ricardfferromodelista.blogspot.com.br/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Conexão de trilhos entre módulos

Mensagem  ALEXANDREGC em Qui Ago 23, 2012 10:16 pm

Bom turma, lá vou eu me metendo com meu "the book is on the table!"....

RP3.7.1 To enable DCC power districts, your module must be able to accommodate insulated rail joiners at each Free-mo endplate.

RP3.7.2 Free-mo printed circuit board tie plates are recommended for ends. (F7.1)

RP3.7.3 Tie plates where the fitter rails go over should be excavated slightly to permit fitter rails to accommodate any vertical irregularity in track alignment between adjacent modules.


Numa olhada rápida, entendi que diz na:
RP 3.7.1 Para habilitar ou ligar os distritos (setores ou blocos) de DCC, o seu módulo precisa estar habilitado à acomodar as talas de junção isoladoras (do tipo plástico eu acredito) em cada placa terminal dos módulos.
Dessa forma vc poderá fazer as ligações elétricas por blocos como recomendado em qualquer maquete de ferromodelismo, seja DC ou DCC.

RP 3.7.2 Placas de circuito impresso (cortados no formato e usados como dormentes) são recomendados para utilizar nas bordas (2,5 cm) das placas terminais.
Isso é muito utilizado pelos americanos para facilitar o encaixe dos pedaços de trilhos (que fazem a função de "ponte") entre os trilhos de um modulo e outro

RP 3.7.3 Os dormentes onde os trilhos de ligação (ponte) serão colocados devem ser levemente escavados (rebaixados) para permitir que a ponte aceite/acomode qualquer irregularidade vertical no alinhamento da linha entre os modulos adjacentes.
Isso se faz para evitar que se forme uma espécie de quebra-mola entre um modulo e outro. Pois se os trilhos de ligação (ponte) forem montados em cima dos dormentes de plástico original dos trilhos, corre-se o risco de vc ver sua composição passar por cima de um ressalto, o que não será bonito de se ver. Lembre-se de que esses trilhos de ligação (ponte) não são unidos aos dormentes como nos trilhos da linha originais de fábrica. Portanto é provável que se forme um espaço de um milímetro entre os trilhos e os dormentes. É por isso que os gringos determinam que se use as tais placas de circuito impresso. Elas são mais finas que os dormentes de plástico dos trilhos e principalmente pq aceitam solda e são muito utilizados para os caras fazerem os próprios trilhos (isso já é assunto pra outro local).

Agora deixa eu vazar pq minha mulher já tá dormindo e se ela acorda por causa da luz ligada eu vou tomar uma sapatada na orelha!!! affraid

Espero ter ajudado....ABS!!!

ALEXANDREGC
Op. Ferroviário
Op. Ferroviário

Mensagens : 31
Data de inscrição : 31/07/2012
Idade : 41
Localização : Goiânia - Goiás

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Conexão de trilhos entre módulos

Mensagem  Rica em Sex Ago 24, 2012 10:29 am

ALEXANDREGC escreveu:Bom turma, lá vou eu me metendo com meu "the book is on the table!"....

Esse é objetivo do fórum AlexandreGC, qualquer um pode participar dando sua parcela de contribuição...

"É nosso dever e nossa salvação"

Nesse tópico podemos continuar discutindo sobre a NP 3.7 e sobre as PR 3.7.1 , 3.7.2 e 3.7.3.

Pelo que vejo os trilhos cortados a 2,5cm das extremidades dos módulos é uma norma no free-mo Standard que funciona, e por isso deve ser mantida como NP (Norma Padrão) no free-mo.br.

A PR 3.7.1 orienta sobre um procedimento para habilitar setores elétricos do DCC, mas como o ALexandreGC comentou o uso de talas de junção isoladoras em plástico é uma prática comum também para maquetes DC.

ALEXANDREGC escreveu:RP 3.7.1 Para habilitar ou ligar os distritos (setores ou blocos) de DCC, o seu módulo precisa estar habilitado à acomodar as talas de junção isoladoras (do tipo plástico eu acredito) em cada placa terminal dos módulos.
Dessa forma vc poderá fazer as ligações elétricas por blocos como recomendado em qualquer maquete de ferromodelismo, seja DC ou DCC.

Quando criarmos um novo tópico para falar sobre ligações elétricas voltaremos a abordar esse assunto de setores de energia elétrica e talas de junção em plástico.

O Alexandre-SF Trens já me mostrou alguma coisa sobre essas placas de circuito impresso.

ALEXANDREGC escreveu:RP 3.7.2 Placas de circuito impresso (cortados no formato e usados como dormentes) são recomendados para utilizar nas bordas (2,5 cm) das placas terminais.
Isso é muito utilizado pelos americanos para facilitar o encaixe dos pedaços de trilhos (que fazem a função de "ponte") entre os trilhos de um modulo e outro

Os Norte-americanos costumam fazer essas pontes retirando o cobre da superfície das placas, mantendo o metal apenas onde irão soldar os trilhos. Para isso é utilizado uma máscara onde se deseja manter o cobre para o ácido não agir no metal. O processo é simples, mas seria interessante buscar no youtube algum vídeo explicativo ou até mesmo criarmos um tutorial aqui no free-mo.br para orientar os modelistas.
Também pensei em uma ideia que o amigo Giancarlo Simpson ...ops! Giancarlo Valente sugeriu, que seria o fórum free-mo.br fornecer algumas peças que deveriam ser utilizadas na construção dos Módulos free-mo.br e que não fossem encontradas com facilidade no mercado em certas regiões.
Como a confecção das pontes será um trabalho artesanal, poderemos pensar em colocar essa ideia em prática, caso algum modelista necessite das pontes prontas.

ALEXANDREGC escreveu:RP 3.7.3 Os dormentes onde os trilhos de ligação (ponte) serão colocados devem ser levemente escavados (rebaixados) para permitir que a ponte aceite/acomode qualquer irregularidade vertical no alinhamento da linha entre os módulos adjacentes.
Isso se faz para evitar que se forme uma espécie de quebra-mola entre um modulo e outro. Pois se os trilhos de ligação (ponte) forem montados em cima dos dormentes de plástico original dos trilhos, corre-se o risco de vc ver sua composição passar por cima de um ressalto, o que não será bonito de se ver. Lembre-se de que esses trilhos de ligação (ponte) não são unidos aos dormentes como nos trilhos da linha originais de fábrica. Portanto é provável que se forme um espaço de um milímetro entre os trilhos e os dormentes. É por isso que os gringos determinam que se use as tais placas de circuito impresso. Elas são mais finas que os dormentes de plástico dos trilhos e principalmente pq aceitam solda e são muito utilizados para os caras fazerem os próprios trilhos (isso já é assunto pra outro local).

Perfeito AlexandreGC, ficou bem claro agora, e creio que esse texto possa ser atualizado no colocado
Padrão Oficial free-mo.br


Última edição por Rica em Ter Jan 01, 2013 8:24 am, editado 1 vez(es)

__________________________________________________
Rica
Ricardo Freitas
Mogi das Cruzes :: SP


 photo bnr_rica_fremobrAltoTietecirc_zps8673ddc2.gif


rica.freemobr@hotmail.com
rdf.ferromodelista@hotmail.com
http://ferromodelismo.maisforum.com/
http://ricardfferromodelista.blogspot.com.br/
avatar
Rica
Ger. Eng. Ferroviária
Ger. Eng. Ferroviária

Mensagens : 258
Data de inscrição : 20/07/2012
Idade : 52
Localização : Mogi das Cruzes/SP

Ver perfil do usuário http://ricardfferromodelista.blogspot.com.br/

Voltar ao Topo Ir em baixo

A ponte feita com placa de CI

Mensagem  Rica em Qui Ago 30, 2012 8:29 pm

Esta imagem, encontrada pelo AlexandreGC mostra a ponte feita com place de CI


__________________________________________________
Rica
Ricardo Freitas
Mogi das Cruzes :: SP


 photo bnr_rica_fremobrAltoTietecirc_zps8673ddc2.gif


rica.freemobr@hotmail.com
rdf.ferromodelista@hotmail.com
http://ferromodelismo.maisforum.com/
http://ricardfferromodelista.blogspot.com.br/
avatar
Rica
Ger. Eng. Ferroviária
Ger. Eng. Ferroviária

Mensagens : 258
Data de inscrição : 20/07/2012
Idade : 52
Localização : Mogi das Cruzes/SP

Ver perfil do usuário http://ricardfferromodelista.blogspot.com.br/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Conexão de trilhos entre módulos

Mensagem  Rica em Sex Ago 31, 2012 7:16 pm

Vejam que nessa imagem é possível notar que foram colocadas as "pontes" (bridges) sem utilizar as placas de CI.
Esse procedimento parece facilitar bastante a junção dos trilhos pois as grades dos dormentes chagam às extremidades do módulo Free-mo.BR, mas os trilhos são cortados a 2,5cm do final. Quando os módulos são unidos, depois de fixados um ao outro, você pega a "ponte" (pedaço de trilho com cerca de 5cm) no local onde não há trilho, já com duas talas de junção, uma de cada lado, e a posiciona no espaço vago na extremidade dos módulos. Utilizando um alicate de bico podemos puxar a tala de junção para fixar a "ponte" ao trilho já assentado no módulo.



Nesta imagem aparecem novamente as placa de CI, porém a impressão inicial é que foi colocada apenas em uma extremidade do módulo free-mo, entretanto, se fixarmos a atenção, veremos que do lado interno dos trilhos há pontos de solda, tanto nos trilhos da placa de CI translúcida quanto no outro lado, no outro módulo.
Notem que o espaço entre os dormentes da placa de CI é mais alto que o leito da via, pois a placa de CI é apenas desgastada para criar o desnível e dar a impressão de ser um dormente. No outro módulo existe uma placa de CI, igual a esta translúcida, porém pintada na cor marrom, assim como o restante dos dormentes do trilho assentado.



Neste caso da foto acima, creio que a placa de CI foi utilizada para oferecer mais rigidez aos trilhos, evitando de pequenos esbarrões no manuseio e transporte fizessem o trilho se soltar das grades dos dormentes.

__________________________________________________
Rica
Ricardo Freitas
Mogi das Cruzes :: SP


 photo bnr_rica_fremobrAltoTietecirc_zps8673ddc2.gif


rica.freemobr@hotmail.com
rdf.ferromodelista@hotmail.com
http://ferromodelismo.maisforum.com/
http://ricardfferromodelista.blogspot.com.br/
avatar
Rica
Ger. Eng. Ferroviária
Ger. Eng. Ferroviária

Mensagens : 258
Data de inscrição : 20/07/2012
Idade : 52
Localização : Mogi das Cruzes/SP

Ver perfil do usuário http://ricardfferromodelista.blogspot.com.br/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Conexão de trilhos entre módulos

Mensagem  Michel Figueiró Garcia em Sex Ago 31, 2012 9:24 pm

Boa noite pessoal!

Longe de mim querer desviar a discussão. Acho que este método da "ponte" americano parece ser muito prático e seguro.
Mas na época em que eu comecei a pesquisar tb sobre freemo, acabei seguindo muito os passos do pessoal da europa.....principalmente Alemanha.
Fui vasculhar o que eu tinha aqui nos meus arquivos e encontrei essas imagens que falam um pouco do método que eles usam.



Pelo que me recordo no momento, os trilhos tinham que ser bem afixados no tablado e cortados de maneira a ficar apenas 1 mm antes da extremidade do módulo.
E a parte interna deveria ser limada ( apenas o final ) de forma a ficar um chanfro, como nesta imagem:



Talvez isso possa nos trazer alguma idéia...
Abraço!

Michel Figueiró Garcia
Treinee
Treinee

Mensagens : 14
Data de inscrição : 20/07/2012
Localização : São Paulo - SP- Santo Amaro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Conexão de trilhos entre módulos

Mensagem  Rica em Sab Jan 26, 2013 10:29 am

Rica escreveu:Vejam que nessa imagem é possível notar que foram colocadas as "pontes" (bridges) sem utilizar as placas de CI.
Esse procedimento parece facilitar bastante a junção dos trilhos pois as grades dos dormentes chagam às extremidades do módulo Free-mo.BR, mas os trilhos são cortados a 2,5cm do final. Quando os módulos são unidos, depois de fixados um ao outro, você pega a "ponte" (pedaço de trilho com cerca de 5cm) no local onde não há trilho, já com duas talas de junção, uma de cada lado, e a posiciona no espaço vago na extremidade dos módulos. Utilizando um alicate de bico podemos puxar a tala de junção para fixar a "ponte" ao trilho já assentado no módulo.


Citei esta postagem pois recebi um e-mail de um novo amigo, Gary Green, do grupo NorCal Free-Mo (Northern California Free-mo) da Califórnia nos EUA.
Abaixo segue o e-mail original que recebi.


Gary Green (ggreen@inreach.com)Adicionar a contatos24/01/2013 Fotos
Para: rica.freemobr@hotmail.com

I ran across your Free-mo.br site and notice that the photo of track joints on my Shandin module were illustrated. The one correction I would make is that since the joints are on curves, I made the fitter rails only 1” (2.5 cm) long. That means that the rail cutback is just ½” (1.25 cm). These joints are between segments of the overall module so are not required to meet the Free-mo standard. I felt that 2” fitter rails would be too long for the curved tracks. The radii are 48”, 51” and 54”. The inner track of the curved turnout has a radius of 48”. Note that the cut ends of the rails are secured by escutcheon pins shaped as spikes that are driven into the plywood subroadbed and soldered to the rails. You can see them in the photo next to the green arrows and circles. This has turned out to be very robust over more than 12 years of life of the module. I slide the track joiners with a screwdriver. See below for the photo I’m commenting on.

Did you see my photos of a very small setup during the September of this year?

http://www.garymgreen.com/2012_BarnBQ.html

Regards,

Gary


Gary Green

NorCalFree-mo
http://www.norcalfreemo.org/
http://www.garymgreen.com/handbook_introduction.html

__________________________________________________
Rica
Ricardo Freitas
Mogi das Cruzes :: SP


 photo bnr_rica_fremobrAltoTietecirc_zps8673ddc2.gif


rica.freemobr@hotmail.com
rdf.ferromodelista@hotmail.com
http://ferromodelismo.maisforum.com/
http://ricardfferromodelista.blogspot.com.br/
avatar
Rica
Ger. Eng. Ferroviária
Ger. Eng. Ferroviária

Mensagens : 258
Data de inscrição : 20/07/2012
Idade : 52
Localização : Mogi das Cruzes/SP

Ver perfil do usuário http://ricardfferromodelista.blogspot.com.br/

Voltar ao Topo Ir em baixo

End Tie Plate

Mensagem  Rica em Dom Fev 10, 2013 4:44 pm

Pesquisando um pouco sobre o Free-mo na internet acessei o site do grupo Free-mo SLO, onde além de fotos e dicas de construção dos módulos dos integrantes do grupo, encontramos alguns links interessantes.

Um deles é este:

http://www.bnm-hobbies.com/store/index.php?main_page=product_info&cPath=20_21&products_id=19

Direcionando para um site de produtos para ferromodelismo (Railroad Model) com muita coisa interessante, e um produto em especial me chamou a atenção pois trata-se exatamente de um acessório para a conexão dos trilhos




__________________________________________________
Rica
Ricardo Freitas
Mogi das Cruzes :: SP


 photo bnr_rica_fremobrAltoTietecirc_zps8673ddc2.gif


rica.freemobr@hotmail.com
rdf.ferromodelista@hotmail.com
http://ferromodelismo.maisforum.com/
http://ricardfferromodelista.blogspot.com.br/
avatar
Rica
Ger. Eng. Ferroviária
Ger. Eng. Ferroviária

Mensagens : 258
Data de inscrição : 20/07/2012
Idade : 52
Localização : Mogi das Cruzes/SP

Ver perfil do usuário http://ricardfferromodelista.blogspot.com.br/

Voltar ao Topo Ir em baixo

O ITP-v2

Mensagem  Rica em Sab Fev 16, 2013 7:47 pm

Rica escreveu:"... um produto em especial me chamou a atenção pois trata-se exatamente de um acessório para a conexão dos trilhos"





Bem, pelo que entendi este produto foi usinado especialmente para eles, mas foi descontinuado. Em seu lugar está sendo comercializado o IPT-v2 - Intermediate Tie Plate Version 2, ou ITP-2.

http://www.bnm-hobbies.com/store/index.php?main_page=product_info&cPath=20_21&products_id=211



No anúncio o texto fala algo parecido com isso:

[i]
Estas peças de PCB (placas de circuito impresso) criam junções em qualquer lugar onde é necessário unir uma secção de via contínua ou desmontável. São usados ​​em pares, um em cada lado da junta, seção ou módulo. São ideais para uso em Free-mo ou construção Módulo FREMO.

Há duas alterações em relação do ITP originais

A primeira mudança foi a adição de um espaço completo na extremidade da placa de ligação que que permite o encaixe no último dormente do trilho fixado no módulo, gerando melhor aparência e evitando o encontro de dois dormentes encostados um ao outro.

A segunda alteração foi a adição de um meio espaço no final da placa de ligação que faz interface com uma outra ITPv2, do outro lado da abertura do módulo. A idéia é que você possa obter um espaçamento uniforme entre os dormente em toda a linha, deixando-a mais atraente.

Estes dois espaçadores adicionais, podem ser retirados, se você não quiser usá-los e então você vai ter o mesmo tamanho e forma da placa de ligação como o ITP original era. (foto anterior)

Uma outra alteração que foi solicitada foi fazer as peças sem a base de cobre para reduzir os custos, mas também  para evitar um problema de curto-circuito que foi ocorreu com algumas pessoas que instalaram peças ITP originais com base de cobre.

Se você comprar 10 ou mais unidades deste produto se concede um desconto de 10%, 15% se você comprar 30 ou mais e para quantidades acima de 50 peças se oferece um desconto de 20%. O desconto será aplicado no check-out. Este produto não é elegível para descontos ou cupons de vendas do grupo.

A imagem do produto demonstra como duas ITPv2 são usados ​​em conjunto para criar o espaçamento uniforme dos dormentes através da abertura do módulo. O produto é vendido como um único item, não em pares.

Para mais informações sobre Free-mo / FREMO, os padrões associados e ligações regionais e grupos Free-mo / FREMO em sua região, por favor visite www.free-mo.org para Free-mo nos EUA, Canadá e Austrália ou www.fremo-net.eu para FREMO na Europa.


Última edição por Rica em Ter Mar 18, 2014 10:38 pm, editado 2 vez(es)

__________________________________________________
Rica
Ricardo Freitas
Mogi das Cruzes :: SP


 photo bnr_rica_fremobrAltoTietecirc_zps8673ddc2.gif


rica.freemobr@hotmail.com
rdf.ferromodelista@hotmail.com
http://ferromodelismo.maisforum.com/
http://ricardfferromodelista.blogspot.com.br/
avatar
Rica
Ger. Eng. Ferroviária
Ger. Eng. Ferroviária

Mensagens : 258
Data de inscrição : 20/07/2012
Idade : 52
Localização : Mogi das Cruzes/SP

Ver perfil do usuário http://ricardfferromodelista.blogspot.com.br/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Usando o IPTv2

Mensagem  Rica em Dom Mar 10, 2013 6:57 pm

Discutindo sobre as ITPv2, percebi que sua utilização pode também evitar danos aos trilhos assentados.

Conforme a NP do free-mo.br:

NP 3.7 O trilho será cortado 2,5cm de distância a partir do final do módulo; grade e lastro deve prosseguir até o final do módulo para a boa aparência e combinando com o módulo adjacente. A grade deve ser cortada sob as extremidades dos trilhos e até o final do módulo, para permitir a união e a liberdade de ajuste para "Pontes de Trilhos".

As grades de dormentes vão até as extremidades do módulo nas Placas Terminais, os trilhos devem ser posicionados à 2,5 cm das extremidades, dessa forma na extremidade de um módulo haverá  um espaço de 2,5 cm e no módulo adjacente haverá o mesmo espaço, assim será possível encaixar uma ponte (trilho de ligação) medindo algo próximo aos 5 cm que será fixado aos trilhos pelas talas de junção.

A utilização da peça confeccionada com placas de circuito impresso, o IPT-v2 - Intermediate Tie Plate Version 2, ou ITPv2, que chamaremos de Placa Intermediária de Grade, penso eu, pode evitar possíveis danos à grade dos dormentes em função do uso das talas de junção para fixar os trilhos de ligação ou "pontes". Como a Placa Intermediária de Grade - IPTv2 possui pontos de cobre, é possível soldar os trilhos do módulo nesses pontos. Essa prática fornece maior rigidez ao conjunto, evitando que o manuseio de ferramentas para deslizar as talas de junção das pontes para baixo dos trilhos assentados no módulo force as garras das grades de dormentes fazendo-as se quebrar.

__________________________________________________
Rica
Ricardo Freitas
Mogi das Cruzes :: SP


 photo bnr_rica_fremobrAltoTietecirc_zps8673ddc2.gif


rica.freemobr@hotmail.com
rdf.ferromodelista@hotmail.com
http://ferromodelismo.maisforum.com/
http://ricardfferromodelista.blogspot.com.br/
avatar
Rica
Ger. Eng. Ferroviária
Ger. Eng. Ferroviária

Mensagens : 258
Data de inscrição : 20/07/2012
Idade : 52
Localização : Mogi das Cruzes/SP

Ver perfil do usuário http://ricardfferromodelista.blogspot.com.br/

Voltar ao Topo Ir em baixo

ETP, ITP, ITPL e CTP

Mensagem  Rica em Ter Mar 18, 2014 10:50 pm

Somente agora eu consegui entender melhor essas siglas: ETP, ITP, ITPL e CTP.

No mercado de produtos para ferromodelismo norte-americano encontram-se disponíveis quatro modelos desse produto. O ETP, ITP, ITPL e CTP, sendo o ETP (End Tie Plate) utilizado na extremidade do módulo (End = Fim), o ITP (Intermediate Tie Plate) é utilizado como junção de trilhos entre as seções de um mesmo módulo (Intermediate = Intermediário), o ITPL (Intermediate Tie Plate Long) destinado a junções de seções internas de módulos em ângulo, e o CTP (Curved Tie Plate) é usado em junções de trilhos entre seções em curva de um módulo.

ETP  (End Tie Plate)


O ETP  (End Tie Plate) é uma peça de placa de circuito impresso usinada que tem a forma de dormentes e é posicionada na extremidade do módulo free-mo.br, permitindo que a junção entre módulos free-mo.br seja feita de forma prática no momento da montagem.

O ETP é fixado na superfície do módulo e o trilho é assentado mantendo a distância de 2,5cm da extremidade. A grade de dormentes da barra de trilho é cortada para que o trilho fique livre e seja posicionado sobre os dormentes do ETP que possuem um pedaço de cobre, onde será aplicada a solda para fixar o trilho no ETP.

Após esse procedimento ser feito em dois módulos diferentes, estes poderão ser colocados frente-a-frente e colocando-se a Ponte de Trilho (bridge) no espaço disponível (2,5cm de cada lado) fazemos a junção dos trilhos entre módulos diferentes.

A Ponte de Trilho (bridge) nada mais é que um pedaço de trilho com cerca de 4,8cm que é fixada aos trilhos soldados no ETP utilizando-se talas de junção que deslizam da Ponte de Trilho para baixo do trilho soldado no ETP.

ITP (Intermediate Tie Plate)


O ITP (Intermediate Tie Plate) é fixado de maneira semelhante ao ETP, porém na prática coloca-se duas seções unidas por suas extremidades e o ITP é posicionado e fixado onde deve passar o trilho. O ITP não possui espaços livres para a colocação das Pontes de Trilho (Bridges), pois sua função é de fixação dos trilhos já fixados, soldados em uma área maior nas extremidades de seções internas de módulos para que estes trilhos sejam cortados após estarem já assentados, mantendo assim a posição correta quando as seções forem separadas.

ITPL (Intermediate Tie Plate Long)


O ITPL (Intermediate Tie Plate Long) é muito parecido, distinguindo-se apenas por não ser utilizado em pares. Este modelo tem maior comprimento para que sirva de fixação aos trilhos que forem assentados no módulo em um ângulo diferente de 90º em relação a extremidade das seções internas de um módulo, pois nesse ponto onde serão cortados é comum termos problemas em função do ângulo. Utilizando-se de um ITPL, os trilhos, mesmo em ângulo, são soldados aos pontos de cobre do ITPL já fixado na junção das duas seções. Depois disso com o auxílio de uma mini-retífica ou outra ferramente de corte, é possível cortar os trilhos obedecendo o ângulo das seções.

CTP (Curved Tie Plate)


Já o CTP (Curved Tie Plate) é o modelo utilizado em junções de seções cujos trilhos obedecerão uma curva. Dessa forma não há risco de perder o ângulo da curva ou a bitola dos trilhos, pois estarão soldados no CTP.

Na construção do módulo Ponte do Rio Mona, do Michel, utilizamos pela primeira vez um ETP, e ficamos satisfeitos com o resultado. Notamos grande praticidade no momento de unir os trilhos de módulos diferentes.

Lembrando que o ETP é indicado como Prática Recomendável (PR 3.7.2) para as extremidades dos módulos, os outros modelos, ITP, ITPL e CTP devem ser usados apenas em junções entre seções internas de um mesmo módulo free-mo.br

Bem, não sei se ficou clara a explicação, mas é basicamente isso.
Se tiverem dúvidas podem questionar respondendo à mensagem.

__________________________________________________
Rica
Ricardo Freitas
Mogi das Cruzes :: SP


 photo bnr_rica_fremobrAltoTietecirc_zps8673ddc2.gif


rica.freemobr@hotmail.com
rdf.ferromodelista@hotmail.com
http://ferromodelismo.maisforum.com/
http://ricardfferromodelista.blogspot.com.br/
avatar
Rica
Ger. Eng. Ferroviária
Ger. Eng. Ferroviária

Mensagens : 258
Data de inscrição : 20/07/2012
Idade : 52
Localização : Mogi das Cruzes/SP

Ver perfil do usuário http://ricardfferromodelista.blogspot.com.br/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Conexão de trilhos entre módulos

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum